Reunião da Comissão Especial que analisa as OS’s

“É preciso que haja espírito público por parte do parceiro privado na gestão da verba, que é de toda a sociedade. A responsabilidade dos gestores não pode se limitar ao previsto em contrato. O bem comum deve estar acima de todo e qualquer interesse”, enfatizou Comte, durante a audiência pública da Comissão Especial que analisa a parceria do Executivo com as Organizações Sociais e empresas terceirizadas. Hoje, o Colegiado recebeu representantes do consórcio LogRio, contratado pelo Estado por R$ 30 milhões para gerir o depósito onde estão armazenados medicamentos e insumos. Entre junho de 2014 e maio de 2015, 700 toneladas de remédios e materiais médicos foram incinerados por perda de validade.

Posts recentes