Site Fonte Certa – Comte Bittencourt esclarece federação com PSDB

Opinião | Liderança Nacional do Cidadania, Comte esclarece federação com PSDB

A Federação é uma instituição nova, criada recentemente pela legislação eleitoral. Foto: Divulgação/ Internet

Durante entrevistas aos programas “Direto da Redação” e “Conexão no Ar”, transmitidos pelas redes sociais, nesta terça-feira (12), aproveitei o momento para explicar sobre as federações partidárias, uma instituição nova, criada recentemente pela legislação eleitoral e que os partidos ainda estão se adaptando, a esta importante alternativa política. “Não simboliza a fusão dos partidos, mas, sim, o compromisso político e partidário por quatro anos. Ou seja, a Federação que o Cidadania e PSDB instituem agora terá duração até as eleições de 2024”, explica, o vice-presidente da Executiva Nacional do Cidadania, Comte Bittencourt, que lembrou, também, da longa história de coligações entre os dois partidos.

Além do processo eleitoral, a Educação foi tema em destaque nas entrevistas. O maior desafio do Brasil de hoje é combater a desigualdade na Educação, que se acentuou no período da pandemia, com a falta de conectividade nas escolas públicas e a evasão escolar. As escolas precisam ter conexão, wi-fi para os alunos estudarem. O Estado brasileiro tem que garantir navegação gratuita para que famílias de baixa renda possam ter acesso ao mundo tecnológico e às novas linguagens.

Fui secretário estadual de Educação por oito meses durante a pandemia de Covid-19, período em que implantei o ensino híbrido na rede estadual. Nosso maior desafio foi enfrentar a quarentena escolar, em um país de baixíssimo nível de conectividade. Oferecemos um link de internet patrocinado e um aplicativo próprio, o Applique-se RJ, para que os alunos pudessem estudar remotamente sem custos.

Ao finalizar as entrevistas, ressaltei mais uma vez que educação não é despesa, mas investimento e que para termos um País do presente, ingressando na era do conhecimento, precisamos investir na escola pública de base. A educação tem que ser um esforço da sociedade brasileira. Não é mais possível, em pleno século XXI, na chamada “era do conhecimento”, o país continue a conviver com 8 milhões de adultos analfabetos e 70 milhões que não completaram o cinco básico da educação. A nossa única saída é investir em educação pública.

Posts recentes