Comte pede o aumento da cota do vale-transporte para os alunos do Pedro II

O deputado estadual Comte Bittencourt (PPS) vai pedir à Secretaria Estadual de Educação a revisão dos valores dos vales-transportes dos 600 alunos da unidade de Niterói do Colégio Pedro II. Os estudantes recebem mensalmente 60 passes de ônibus, o que não chega a garantir três passagens por dia útil, sendo que a maioria deles, segundo a direção da escola, pega mais de dois ônibus por dia para ir e vir da escola para casa. A revisão está sendo pedida por pais e alunos do colégio, localizado no bairro do Barreto, que entregaram um abaixo-assinado para Comte.

– O menino mora em um distrito de Maricá pega uma condução até o Centro de Maricá, outra até o Centro de Niterói e, depois, para o Barreto. Ele pega três conduções para ir e três para voltar, o que dá 132 passagens por mês e o Estado só custeia 60 passes – disse Comte, lembrando que, à época da votação do passe-livre dos estudantes, apresentou emenda, que foi derrotada, propondo a possibilidade de o Estado patrocinar mais passes a quem morasse distante da escola.

Comte lamentou que o Governo Federal não tenha um programa para custear o transporte das escolas mantidas pela União e elogiou o Governo do Estado por assumir a responsabilidade de conceder o RioCard (vale-transporte) para os alunos do Pedro II, mas voltou a insistir na necessidade de uma revisão do benefício caso a caso.

– Adiantei o assunto hoje com representantes da Secretaria Estadual de Educação. Temos uma quantidade enorme de alunos de famílias muito pobres do Pedro II que fazem um sacrifício tremendo para  mantê-los na escola. Na relação que me trouxeram, há famílias gastando R$ 250 por mês para complementar o RioCard do aluno – disse Comte, que discursou hoje sobre o assunto no plenário da Alerj.

Segundo a direção da escola, somente no primeiro ano do ensino médio, 50% dos 180 alunos gastam mais do que a cota do RioCard. O diretor da unidade, Marcelos de Carvalho Caldeira, entregou ao deputado uma lista com o número de passagens que cada um dos 600 alunos da escola gasta. A lista será encaminhada à Secretária Estadual de Educação.

 

Posts recentes