Comte discurso sobre Escola de Nova Friburgo e Cedae

Discurso –

Sr. Presidente do Expediente Inicial, Deputado José Luiz Nanci, Sras. e Srs. Deputados, inicialmente, trago uma saudação ao Colégio Estadual Eduardo Breder, o primeiro do Estado no ranking do último Enem, representando as escolas da rede estadual que participaram da edição daquele exame. Essa escola, de área rural, fica num Distrito da Cidade de Nova Friburgo chamado Campo do Coelho e alcançou a média de 638,79, muito acima da média estabelecida no Enem, que foi 511, e acima dos 60% estabelecidos pelo desempenho considerado razoável entre as escolas que participam dessa avaliação.

Faço um parêntese, Srs. Deputados, para ressaltar que essa escola da área rural de Friburgo, de Campo do Coelho, teve um resultado acima das escolas em parceria com a iniciativa privada na Cidade do Rio de Janeiro, como a Escola Nave, na Tijuca, com recursos do Oi, escola de horário integral. Então, fica claro que é possível, quando há ânimo da equipe, quando há um projeto político-pedagógico estabelecido na unidade escolar, respeitado e acompanhado pela comunidade, uma escola do Estado obter resultados também positivos.

O curioso é a situação da escola. Saiu uma matéria no jornal Extra, ontem, intitulada “Uma aula de solidariedade”. O que me chama a atenção na matéria é que falta tudo na escola e ela obteve o melhor desempenho. A escola não tem funcionários de apoio na secretaria, essa tarefa é desenvolvida por uma aluna, no contraturno, de nome Betina. Uma aluna da própria escola, que estuda em um turno, faz o papel de apoio de secretaria no turno seguinte, suprindo uma carência antiga, que temos debatido aqui, na Comissão de Educação, que diz respeito à modulação do pessoal de apoio educacional.

O antigo grupo de apoio é hoje considerado de apoio educacional, depois da Emenda que aqui apresentamos no momento da votação da incorporação do Nova Escola. Essa modulação, que estabelece o número mínimo de funcionários com relação a alunos, turmas e turnos, não vem sendo respeitada pelos governos há muito tempo. Os Secretários continuam tentando fazer da Educação um setor onde se busca economia em escala, não cuidando dos quesitos mínimos, daqueles insumos mínimos que dizem respeito a um bom funcionamento para dar a sustentação necessária a um projeto pedagógico que possa ser exitoso.

Então, quero parabenizar a comunidade de Campo do Coelho, o Colégio Estadual Eduardo Breder, e mandar esta mensagem ao Secretário Risolia, lamentando. É um colégio que fez por onde merecer, com esforço dos seus profissionais, da sua comunidade, mas, se dependesse da Secretaria de Educação, seguramente o resultado não seria exitoso.

Mas o que me traz à tribuna, Sr. Presidente, foi a visita que fiz hoje ao Município de São Gonçalo, a convite da Cedae. Eu aqui assumo que sou um dos maiores críticos nesta Casa com relação ao desempenho da Cedae, ao desempenho da gestão da Cedae. Tenho dito aqui que a Cedae deixou de prestar um bom serviço público ao contribuinte do Rio de Janeiro, ao usuário do sistema de saneamento, para tentar se transformar numa empresa rentável que possa ter as suas ações colocadas na Bolsa de Valores de Nova Iorque. É o que deseja o governo do Estado, é o que deseja o presidente da Cedae.

E tenho sido crítico a esse respeito, tenho sido crítico quanto ao que vem acontecendo na política de saneamento no Rio de Janeiro, ao longo dos meus mandatos nesta Casa. No primeiro semestre, com a Comissão de Saneamento Ambiental, visitamos a Estação de Imunana-Laranjal, estação de tratamento de água localizada em Laranjal, que capta água bruta em Imunana.

Hoje, voltei lá para conhecer as obras da nova adutora. No mês de maio, lancei no site uma campanha “Cedae, São Gonçalo quer banho!”. É inadmissível que numa cidade da importância de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, segunda população do Estado, cidade economicamente importante, que as pessoas ainda precisem carregar lata d’água para tomar banho.

E essa obra do sistema Imunana-Laranjal foi prometida há muitos anos – V.Exa. tem trazido esse tema aqui. Confesso a V.Exa. que fiquei surpreso com o que vi. Passei quatro horas visitando a nova adutora que, rigorosamente, até o final do ano estará pronta, para minha grata surpresa, elevando a capacidade da estação para 7m3/s – hoje é 5,5; e, no futuro será de 8,2 m3/s.

Presidente José Luiz Nanci, quero fazer um elogio à Cedae, o que nunca fiz. Este é o primeiro. Fazer um elogio ao Presidente Wagner Victer, que muito critico aqui, por “n” razões. O que vi lá foi uma iniciativa séria, responsável, seguramente resultado do corpo funcional da Cedae. Tenha certeza que a cidade de V.Exa. – que aqui a representa muito bem – no final do ano, já neste verão terá uma cobertura de água tratada de quase 90% de sua área geográfica e também da sua população.

Trago estas informações e sugiro que V.Exa. visite o sistema Imunana-Laranjal e veja os investimentos que estão sendo feitos. Estive lá no bairro de Jardim Catarina, onde está passando a nova adutora, quase chegando à estação de tratamento em Laranjal. Passei por Guaxindiba, fui até Itambé, lá em Itaboraí, na 463, indo para Magé, onde se faz a captação da água bruta para Niterói e São Gonçalo, e confesso que fiquei positivamente surpreso.

Visitei também a nova estação de tratamento de água de Porto das Caixas, em Itaboraí, uma parceria do Estado com a Petrobras, para atender essa fase preliminar do Comperj, que também irá reforçar o abastecimento de água da cidade de Itaboraí.

Parabéns! É a primeira vez que reconheço e dou os parabéns ao Presidente Wagner Victer, parabéns pela iniciativa, pela qualidade da obra que está sendo feita em São Gonçalo. Parece que desta vez, Deputado José Luiz Nanci, é para valer. Todos nós escutamos isso há décadas. Há décadas que a população de São Gonçalo luta para ter o direito de acesso a esse bem precioso que é a água.

Finalmente, parece que desta vez é para valer, no início deste verão boa parte daquela população estará plenamente atendida. Parabéns a São Gonçalo, parabéns a Cedae e parabéns ao Presidente Wagner Victer.

Evidentemente, isso não tira o nosso voto contrário, hoje, ao Veto dado pelo Governador na LDO, no que diz respeito à apresentação das contas da Cedae na Lei de Diretrizes Orçamentárias, na Lei do Orçamento do Estado. Meu partido votará, eu e V.Exa., votaremos contra o Veto, pela derrubada do Veto, pois o que queremos é transparência nas contas da Cedae e um melhor acompanhamento da população. Contas públicas precisam de transparência.

De qualquer maneira, vale aqui o primeiro elogio ao Presidente Wagner Victer. Parabéns a ele e à Cedae, especialmente ao povo de São Gonçalo que finalmente vai ter água para tomar banho, no próximo verão.

Muito obrigado.

O SR. PRESIDENTE (José Luiz Nanci) – Eu que agradeço suas palavras. Moro em São Gonçalo, vivo em São Gonçalo, trabalho em São Gonçalo. Espero nunca mais tomar banho de canecão.

Posts recentes