Jornal da Região-Comissão de Educação discute aplicação de verbas para pesquisa

A aplicação dos recursos da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) foi discutida hoje (11/6) em audiência pública da Comissão de Educação da Alerj, que reuniu representantes das universidades, dos docentes e da Secretaria Estadual de Ciência e Tecnologia. O deputado Comte Bittencourt (PPS), presidente da Comissão, criticou a decisão de universidades em utilizar recursos destinados à pesquisa para obras de infraestrutura e cobrou da Faperj uma maior fiscalização da aplicação dos recursos.
– Não podemos aceitar que recursos da pesquisa sejam usados para cobrir gastos orçamentários da universidade. Vamos discutir esta situação novamente, em audiência a se realizar no segundo semestre. Vamos fundo neste assunto, chamando o Tribunal de Contas do Estado para se posicionar sobre o assunto – disse Comte.
O diretor científico da Faperj, Jerson Lima, admitiu que cerca de 3% dos recursos da fundação são usados em obras de infraestrutura. Ele, no entanto, disse que estes investimentos são importantes para se criar condições para a atividade de pesquisa. Já o professor Paulo Alentejano, da Associação dos Docentes da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, disse que este uso causa grandes prejuízos para a pesquisa, que, segundo ele, tem carência de recursos.

Posts recentes