Em 03 de outubro, 2007, por Hyury

UENF quer autonomia financeira

“A autonomia seria o ponto de partida. Sem ela não podemos definir prioridades,” a declaração foi feita pelo reitor da Universidade Estadual do Norte Fluminense (UENF), Almy Junior, durante a audiência pública da Comissão de Educação, nesta quarta feira (03/10), na Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Ele alertou também sobre a maior parte da verba só ser liberada em outubro, quase no final do ano. O presidente da Comissão, deputado Comte Bittencourt (PPS), chamou a atenção para os cortes feitos pelo estado como os responsáveis pela falta de investimento nas universidades estaduais. “Semana passada recebemos a UERJ e fica claro que esses cortes na educação resultam no sucateamento das instituições que acabam não conseguindo cumprir o seu papel,” afirmou o parlamentar.

O Conselho Acadêmico da UENF acredita que para o ano de 2008 o orçamento deveria ficar de aproximadamente R$ 180 milhões, com essa verba a universidade poderia construir o bandejão, os alojamentos e melhorar as condições de trabalho dos profissionais. Segundo o chefe de gabinete da reitoria, Antonio Constantino, o “orçamento está fundamentado nas nossas reais necessidades.”

Esta foi a terceira audiência pública com a equipe da universidade. Em maio deste ano, a Comissão de Educação esteve em Campos para conhecer a instituição e seus problemas. “Para conseguirmos aprovar os recursos necessários para o orçamento de 2008 temos que ter o apoio da maioria dos parlamentares”, concluiu o deputado Comte Bittencourt.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.