Em 12 de fevereiro, 2014, por Assessoria de Comunicação

Turismo no Estado do Rio foi o tema do pronunciamento de Comte

O SR. COMTE BITTENCOURT – Sr. Presidente, Sras e Srs. Deputados, já fizemos, ontem, a devida manifestação em nome do meu Partido e do meu mandato em solidariedade, se é que podemos assim chamar, mas o princípio é de solidariedade, ao Deputado Marcelo Freixo.

Sr. Presidente, trago uma preocupação com relação à política de turismo do Estado do Rio de Janeiro, já que estamos a menos de quatro meses do início de um dos dois grandes eventos que mobilizou todas as instâncias do Governo do Estado, mobilizou a sociedade, fez com que se redesenhassem orçamentos para que o Estado recebesse, com competência e à altura, esses eventos.

O primeiro deles é a Copa do Mundo, que se inicia no mês de junho. O jogo inicial, parece-me, será no dia 17 ou 19 de junho. A partir de segunda-feira, Sras. e Srs. Deputados, estaremos a quatro meses do início desse primeiro grande evento.

Aí vem uma pergunta que tenho feito, aqui, há muito tempo: qual é a política de turismo que o Governo do Estado estabeleceu para oportunizar os diversos cantos do Estado do Rio de Janeiro para este momento importante que vamos viver? O que foi feito, o que foi implementado para que o Estado seja indutor de um desenvolvimento turístico da cidade imperial de Petrópolis? E lá do Médio Paraíba, com o circuito das fazendas do ciclo do café? A Costa Verde? A Região dos Lagos? O que foi feito na Região Serrana, de Friburgo e Teresópolis? Quais os investimentos que o Estado planejou e executou nesses últimos anos? Temos buscado essas informações há muito tempo, aqui neste plenário. Hoje, trago ao Plenário o resultado lamentável da execução orçamentária destes quatro anos do segundo Governo Cabral, quatro anos decisivos para esses eventos. Não faltou esforços do Governo para investir 1,4 bilhão na reforma do Estádio do Maracanã. Mas e aí? Esse turista internacional que o Estado vai receber vem, assiste ao jogo no Maracanã, usa a infraestrutura turística que a Cidade do Rio tem, e o restante do Estado? E a política de sinalização das estradas do Estado do Rio de Janeiro, no que diz respeito aos preceitos da política de turismo? O que foi feito?

Veja V. Exa., Sr. Presidente, que, em 2013, o Estado executou, do orçamento para o Turismo, 10,8%. Dos 141 milhões previstos, executou, empenhando e liquidando, apenas 15 milhões; se formos a 2012, o Estado executou apenas 3,7% do orçamento, ou seja, de 133 milhões, executou apenas, liquidando, três milhões de reais. Se formos a 2012, a 2011, é o mesmo cenário, ou seja, o Governo do Rio brincou de política de turismo, num momento extremamente importante, em função do primeiro grande evento que irá acontecer, que é a Copa do Mundo.

Fica, mais uma vez, o registro. Tempo passado, em quatro meses não acredito que se consiga estabelecer alguma política estruturada, com pessoal capacitado, uma política preparada para induzir que esse turista internacional, e o nacional também, que virá para o nosso Estado, em função da Copa do Mundo, seja estimulado a conhecer as riquezas culturais, naturais, históricas que os diversos cantos do Rio de Janeiro têm. Parece que o turismo no Estado continua entregue apenas ao esforço das prefeituras.

O Estado se limita a fazer um Salão de Turismo por ano. Ano passado, realizou na nossa Cidade de Niterói, mais nada além disso. A Secretaria de Turismo e a Empresa de Turismo no Estado servem apenas para os empregos dos seus apadrinhados políticos eleitorais. Lamentavelmente, o Estado vai perder uma grande oportunidade, um Estado que tem, na indústria do turismo, um dos grandes potenciais para o seu desenvolvimento. Mas parece que, neste Governo, esse setor ficou secundarizado.

Vamos continuar, aqui, cobrando, mas registrando, lamentando profundamente a inércia, a inoperância do Governo Cabral na questão da política de turismo no Estado do Rio de Janeiro. Muito obrigado.

Acompanhe o Comte

Veja e acompanhe o deputado Comte não regiões do Rio de Janeiro, selecione uma região para filtrar e exibir o conteúdo e aprimorar sua navegação.

Mapa Região Noroeste Fluminense Região Norte Fluminense Região Serrana Região Centro-Sul Fluminense Região das Baixadas Litorâneas Região Metropolitana Região do Médio Paraíba Região da Costa Verde Região da Costa Verde

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.