Em 03 de dezembro, 2009, por Hyury

Representantes de universidades do estado encontram presidente da Alerj e das Comissões de Educação e de Orçamento

Reitores e representantes das universidades estaduais do Rio, que vão receber

Foto Érica Ramalho/Alerj

Foto Érica Ramalho/Alerj

 R$ 40 milhões a mais do governo no orçamento de 2010, estiveram hoje (3/12) na Assembleia Legislativa do estado do Rio em reunião com o presidente da Casa, Jorge Picciani (PMDB), da Comissão de Educação, Comte Bittencourt (PPS), e da Comissão de Orçamento, Edson Albertassi (PMDB). Eles vieram agradecer o empenho e a iniciativa do parlamento em aumentar os orçamentos das universidades, decisão tomada na semana passada durante audiência pública das duas comissões, em conjunto com a Frente Parlamentar em Defesa das Universidades, criada em 2007 por Comte.

“Mais importante do que as verbas é o que temos conseguido com o envolvimento do parlamento com a qualificação dos estudantes e a inteligência do nosso estado”, disse Comte. O deputado lembrou os benefícios conseguidos para cada uma das instituições: “As emendas orçamentárias destinadas às universidades são um grande avanço para todos, seja para os laboratórios de pesquisa da Uerj, para o quadro de professores da Uenf, para a construção do campus da Uezo ou para o ensino à distância da Fundação Cecierj, um dos melhores do Brasil. Estamos colocando a educação no centro do debate político”, comemorou.

A Uerj foi a maior agraciada com as emendas – com um orçamento previsto de cerca de R$ 445 milhões para 2010, receberá mais R$ 21,4 milhões. “Estamos satisfeitos não apenas pela quantia, mas também pelo fortalecimento da relação entre o parlamento e as universidades”, afirmou Paulo Vieiralves, reitor da Uerj. Além desta, estiveram presentes na reunião de hoje representantes da Universidade Estadual da Zona Oeste (Uezo), da Universidade Estadual do Norte-fluminense (Uenf) e da Fundação Cecierj, responsável pelo ensino superior à distância no estado.

Com as emendas, a Uezo receberá mais R$ 7 milhões, além dos R$ 14 milhões previstos no orçamento 2010, para dar início à construção do seu campus e para a contratação de novos professores, por meio de concurso público. Já a Fundação Cecierj receberá um incremento de R$ 1 milhão e 600 mil para expansão da oferta no interior do estado do Rio de Janeiro. Para a Uenf, a conquista foi de R$ 10 milhões, para reajustar e corrigir a defasagem salarial dos professores e funcionários da região norte e noroeste do estado.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.