Em 18 de março, 2008, por Hyury

Prefeito mantém colaboradores

O Fluminense
Fábio Malta e Anderson Carvalho

No racha entre o deputado estadual Comte Bittencourt e a máquina da Prefeitura, por enquanto vence a lealdade ao prefeito Godofredo Pinto. No que depender dele, os cargos que Comte devolveu na semana passada – a presidência da Niterói Empresa de Lazer e Turismo (Neltur) e da Secretaria de Esportes – vão continuar com José Mauro Haddad e Dina Feijó.

Ontem, Godofredo informou, por meio da assessoria de imprensa, que ninguém será exonerado. O prefeito confirmou que Comte deixou os cargos à disposição na sexta-feira, mas considera que os dois estão fazendo “um belo trabalho”. Os cargos são indicações de Comte, que era vice-prefeito até 2006, quando saiu para concorrer à Assembléia Legislativa do Rio (Alerj). O deputado, presidente estadual do PPS, é pré-candidato a prefeito.

Haddad manteve a agenda na Neltur e ontem participou da aula inaugural do curso de Turismo da Universidade Federal Fluminense (UFF). Mais uma vez, ele frisou que não houve rompimento entre o PPS e o governo.”Por uma decisão política, o partido colocou todos os cargos à disposição. Isso não significa rompimento. É uma decisão ética, para que o prefeito possa definir o futuro do PT”, reiterou.

Haddad afirmou que a responsabilidade do cargo fez com que mantivesse as atividades.”Afinal de contas, isso aqui (a Neltur) é dinheiro público. Minha responsabilidade não me permite virar as costas”, disse. Dina se disse lisonjeada com as palavras do prefeito, e afirmou que fica na Secretaria até que Godofredo julgue pertinente.”Continuarei com a mesma lealdade. Reconheço que o prefeito é uma pessoa ética, gentil e um educador, acima de tudo”, declarou.

Tanto Haddad quanto Dina são pré-candidatos a vereador, e têm que deixar os cargos até o dia 5 de abril se quiserem disputar as eleições.

A ruptura com o governo aconteceu depois que vereadores do PPS e do aliado PP foram a um almoço pela pré-candidatura do secretário de Cultura, André Diniz (PT), na última quinta-feira.

Comte se reuniu ontem com membros da Secretaria de Esportes e limitou-se a dizer que já comunicou a decisão. Hoje é a vez da Neltur.”Vou esperar a notícia do Godofredo. Antes disso, não vou comentar. Compreendo que alguns vão precisar de apoio, mas tenho certeza que os meus secretários vão pedir exoneração”, afirmou o deputado.

Bancada da Câmara em compasso de espera

A bancada do PPS na Câmara Municipal de Niterói, formada pelos vereadores José Vicente Filho (presidente da Casa), Marival Gomes (primeiro vice-presidente) e Paulo Bagueira, vai aguardar decisão do presidente regional da sigla, deputado estadual Comte Bittencourt, sobre a posição do PPS no Legislativo. Segundo o trio, o rompimento da legenda com o governo, na última sexta-feira, é uma decisão do dirigente. Os parlamentares preferiram não fazer comentários.”Ainda não recebemos nenhuma orientação de Comte de como a bancada deve se portar em relação ao governo nas votações no Legislativo. Ele ficou de nos informar isso após a Semana Santa, quando também decidirá se manterá ou não a pré-candidatura a prefeito”, disse José Vicente Filho.

José Vicente e Paulo Bagueira participaram do almoço com o secretário de Cultura, André Diniz.

A presença dos vereadores do PPS no evento foi estopim para o rompimento de Comte com o governo. “Todos os vereadores sabiam que no almoço o André Diniz anunciaria a sua pré-candidatura. Ninguém foi enganado”, explicou José Vicente.

O vereador recusou-se a comentar a decisão do dirigente, mas frisou que cada parlamentar tem uma opinião sobre a relação com o governo.

“Cada um tem a sua posição em relação ao caso e vai anunciá-la no momento certo. Mas, eu considero que devemos continuar apoiando o governo, pois trabalhamos juntos há seis anos. Tenho uma relação muito boa com o Comte e quero mantê-la”, declarou.

“Se a orientação dele for que devemos ser independentes, vamos analisá-la e decidir depois o que fazer”, disse o presidente da Casa.

Já Marival Gomes continuará com a posição independente que já vinha mantendo.

“A decisão de romper com o governo é uma prerrogativa exclusiva de Comte, como líder do partido. Não nos cabe discutir. Eu já era independente e assim me manterei até o fim do meu mandato”, anunciou.

Marival não compareceu ao almoço com André Diniz por estar na ocasião gravando material de campanha eleitoral.

Procurado pela reportagem para falar sobre o assunto, Paulo Bagueira não foi localizado até o fechamento desta edição.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.