Em 16 de abril, 2008, por Hyury

Obras em escolas estaduais que iniciaram em 2007 continuam até final do ano

O presidente da EMOP, Ícaro Moreno, participou de audiência pública da Comissão de Educação da Alerj, presidida pelo deputado Comte Bittencourt, para apresentar um balanço das obras de recuperação das escolas da rede pública estadual, cujos problemas foram detectados no início do ano passado. Algumas dessas escolas sequer abriram as portas para o início do ano letivo de 2007, prejudicando milhares de alunos. Ícaro informou que realizou até agora 1153 intervenções em prédios escolares e prometeu terminar o trabalho até outubro deste ano, além de construir duas escolas nos bairros de Jardim América e Deodoro.

A deputada Sheila Gama (PDT) apresentou várias fotos sobre escolas e Cieps na Baixada Fluminense em que a Emop realizou obras, mas que, após estas intervenções, continuam com infiltrações e vazamentos. Ícaro Moreno prometeu verificar o que ocorreu , garantindo, que, se for o caso, punirá a empresa e o engenheiro responsáveis.

Durante a audiência, o deputado Comte Bittencourt indagou sobre os R$ 11 milhões destinados no orçamento de 2008 para a construção de uma escola em Saquarema. Comte quis saber por que o município ganhou 15,35% do bolo dos recursos reservados para a construção de estabelecimentos de ensino em todo o estado. Em segundo lugar está o município do Rio com 8,49%, ou seja, R$ 6 milhões. O representante da Secretaria de Educação do Estado, Cesar Mastrangelo, prometeu explicar o motivo desta decisão nos próximos dias.

“Estou cobrando um olhar mais republicano, já que em Saquarema não há demanda reprimida nem falta de vagas para o ensino médio. Se o cobertor está curto, não justifica dar R$ 11 milhões dos R$ 71 milhões para este município”, explicou Comte.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.