Em 06 de outubro, 2010, por Hyury

Nomeação de novo secretário estadual de Educação provoca surpresa

Extra
Letícia Vieira

O governador Sérgio Cabral decidiu começar as mudanças em seu governo pela Educação. Nessa terça-feira, Cabral nomeou o ex-diretor presidente do RioPrevidência, Wilson Risolia, para substituir a secretária estadual de Educação, Tereza Porto. A troca acontece no ano em que o Rio apareceu entre os piores estados no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). No ensino médio, o estado obteve média 2,8 — resultado que superou apenas o estado do Piauí. 
Apesar do fraco desempenho na avaliação do Ministério da Educação, a substituição de Tereza Porto causou surpresa a nomes da política e da área educacional. 
O líder do governo na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), Paulo Melo, garante que não havia especulações políticas sobre o substituto da secretária. 
— Estou surpreso com a notícia. O governador dá liberdade, mas também cobra eficiência. Apesar disso, ele não se mete na gestão dos secretários — afirmou. 
O presidente da Comissão de Educação da Alerj, Comte Bittencourt, também se surpreendeu com a mudança e a escolha do presidente do fundo de previdência do estado para o cargo. 
— O governador deve ter tido um motivo sério, porque estamos a dois meses de encerrar o ano letivo. De repente, ele quer sanear as contas da previdência da Educação — ironiza. 
A educadora da Uerj Bertha Valle diz que a mudança terá impacto nas escolas. 
— Toda vez que se anuncia um secretário de Educação, fica a expectativa de que algo possa mudar nas escolas. O governador poderia ter aguardado o fim do ano — opina.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.