Em 29 de novembro, 2007, por Hyury

Frente em defesa das universidades pede mais r$ 100 milhões para a Uerj

A Voz da Cidade On Line

Os deputados da Assembléia Legislativa do Rio que estiveram presentes, ontem, ao lançamento da Frente Parlamentar em Defesa das Universidades Estaduais, no Plenário Barbosa Lima Sobrinho, vão se mobilizar para aumentar em R$ 100 milhões o orçamento de R$ 515 milhões que a Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) terá para 2008, além de melhorar substancialmente as verbas para as universidades estaduais do Norte Fluminense (Uenf) e da Zona Oeste (Uezo).

O anúncio foi feito pelo presidente da Comissão de Educação da Alerj, e idealizador da frente, deputado Comte Bittencourt (PPS), que disse estar alertando que, se continuar o sucateamento financeiro dessas universidades, comprometeremos a inteligência e a pesquisa do estado e, conseqüentemente, o Plano de Desenvolvimento Econômico do Rio. O deputado afirmou que com isso, daqui a cinco anos, não haverá mais quadros de excelência nas instituições de ensino. A Uerj reivindica a alocação de recursos no valor de R$ 1 bilhão para o ano que vem, ou seja, o dobro do que já foi garantido pelo Governo do estado. “Recentemente, o prédio da universidade, no Maracanã (Zona Norte do Rio), sofreu um incêndio que destruiu parte da sua estrutura. Portanto, precisamos de mais verba para colocar a casa em ordem”, explicou o reitor da Uerj, Nival Nunes.

A votação da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2008 na Alerj deverá acontecer no próximo dia 20 de dezembro, e os deputados da frente pretendem defender emendas que priorizem a implantação de equipamentos tecnológicos e científicos nas instituições e a abertura de concurso público para a contratação de novos professores, além de mais recursos para as instituições.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.