Em 15 de novembro, 2008, por Hyury

Estado pagará mais que prefeitura por laptops

O Globo
Dimmi Amora
15/11/2008

Licitação de 25 mil equipamentos para professores só teve um interessado, o mesmo vencedor do ano passado.

O governo estadual iniciou ontem a compra de mais 25 millaptops para professores do estado. Somente uma empresa, a Investplan – a mesma que vendeu 31 mil dessas máquinas no ano passado -, apresentouse para a disputa, com o preço de R$ 1.897 por máquina.

Apesar de, segundo um especialista, o laptop comprado pelo governo estadual ser de qualidade levemente inferior ao adquirido pela prefeitura do Rio em licitação de tamanho semelhante há menos de 30 dias, o município pagou R$ 1.532 por equipamento.

Segundo a assessoria de imprensa do Centro de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Rio de Janeiro (Proderj), responsável pelo pregão, ontem foi realizada a fase de lances. Agora, a empresa terá que apresentar certificados para validar a licitação, que ainda não está encerrada.

Estado teve desconto de 25% do preço previsto. Segundo informações no site www.licitacoes-e.com.br, o pregão seria realizado em 7 de novembro, mas uma empresa entrou na Justiça, alegando problemas no edital. A Justiça concedeu liminar, mas ela foi revogada, o que permitiu que a licitação ocorresse ontem.

O presidente da Comissão de Educação da Alerj, deputado Comte Bittencourt (PPS), afirmou que pedirá ao Ministério Público que investigue a compra, caso ela se concretize. Segundo ele, os gastos em educação estão cada vez mais concentrados em compras de informática, com repetição de fornecedores.

Comte lembrou que já havia pedido investigação da compra de 31 millaptops em novembro passado.

Cinco empresas haviam feito propostas na primeira tentativa do leilão. Mas ontem apenas a Investplan apresentou lances.

Pelo edital, o laptop precisa ter processador de 1,86 Ghz, cache L2 de 1 MB, memória RAM de 1 GB, HD de 120 GB, gravador de DVD, tela de 15,4 ou 14,1 polegadas, modem e Windows e Office XP. O edital exige suporte 0800 e troca de computadores com defeito em 72 horas. O preço máximo aceito era de R$ 2.530 – o que resultou em desconto de 25%.A empresa oferece três modelos dentro das especificações do edital: CCE W55, Positivo Z896 e Itautec W7645, todos com o modelo mais moderno do Windows. Caso o preço seja mesmo R$ 1.897 e o estado peça todos os laptops, a compra será de R$ 47,4 milhões.

No entanto, modelo CCE W55 na configuração exigida pelo governo pode ser comprado na loja do Ponto Frio na internet a R$ 1.399,99 (preço sem frete e sem o programa Office). O fabricante oferece um 0800 para resolução de problemas e garantia de um ano.

Abatimento para a prefeitura foi de 41 % Em outubro, a prefeitura do Rio comprou 26.315 laptops também para professores. A marca foi a Itautec W7645 – uma das oferecidas ao estado -, mas com a seguinte configuração: processador 1.60 Ghz, cache L2 de 2MB, memória RAM de 2 GB, HD de 120 GB, gravador de DVD, tela de 15,4 polegadas, modem, câmera, programas Windows Vista e Office 2007 e um ano de garantia. ”

O preço máximo aceito era de R$ 2.600. A vencedora ofereceu R$ 1.532, menos 41 %. No site Submarino, a mesma máquina custa R$ 1.899,00 (sem frete).

Segundo Carlos Alberto Teixeira, colunista da Revista Digital, do GLOBO, o equipamento da prefeitura é mais caro no mercado que o do estado por ser levemente melhor: – A prefeitura comprou um computador ligeiramente melhor.

No desempenho, o da prefeitura tem um processador mais lento, mais conta com mais memória RAM, ou seja, pode proporcionar ao usuário uma experiência mais veloz para tarefas corriqueiras.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.