Em 05 de janeiro, 2009, por Hyury

Disque-barcas começou a funcionar nesta segunda

O Globo
Bairros.com

Começou a funcionar nesta segunda-feira o Disque-Barcas, serviço disponibilizado pela Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), que investiga possíveis irregularidades no transporte marítimo de passageiros, administrado pela Barcas S/A. As reclamações poderão ser feitas pelo 0800-2825888 em dias úteis, a partir das 10h, ou pelo email cpibarcas@alerj.rj.gov.br. Já no dia 5 de fevereiro será realizada a primeira audiência pública sobre o assunto. O local, no entanto, ainda será escolhido.

A CPI foi aberta em há 28 dias e tem previsão de durar três meses, podendo ser prorrogada por mais dois meses. Caso o relatório final seja aprovado em plenário, os deputados vão oferecer denúncia ao Ministério Público e à Justiça contra os responsáveis por falhas, como acidentes, filas, superlotação, atrasos nas partidas e pane nos motores.

O deputado Gilberto Palmares (PT) é o presidente da CPI. Comte Bittencourt (PPS) foi nomeado o vice-presidente e Dionísio Lins (PP), o relator. Os outros membros da comissão são Graça Matos (PMDB), José Nader (PTB), João Pedro Figueira (DEM) e Paulo Ramos (PDT).

A CPI foi proposta inicialmente em abril do ano passado, quando 17 passageiros ficaram feridos na travessia Charitas-Rio. Os usuários denunciaram à polícia a falta de preparo dos tripulantes em situações de emergência e de segurança nas embarcações. À época, a criação da comissão foi rejeitada em plenário. Mas o desabamento de uma rampa de atracação na Ilha de Paquetá, no dia 25 de novembro do ano passado, causando a queda de 25 pessoas na Baía de Guanabara, culminou com a aprovação e o início da comissão.

Ao todo, cem mil passageiros utilizam diariamente o transporte da Barcas S/A. São 23 embarcações, distribuídas nas estações de Charitas, Arariboia, Praça Quinze, Paquetá, Cocotá, Angra dos Reis, Ilha Grande e Mangaratiba.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.