Em 16 de fevereiro, 2011, por Hyury

Desentendimento suspende trabalhos da Comissão de Educação da Alerj

RIO – Um desentendimento entre a deputada Clarissa Garotinho (PR) e o líder de seu partido, Iranildo Campos, levou à suspensão da instalação da Comissão de Educação da Alerj, que aconteceria na tarde desta terça-feira. Clarissa recorreu à Justiça por entender que seu nome ficou de fora da comissão por um erro da Mesa diretora da Casa e conseguiu uma liminar suspendendo a instalação até que o caso fosse esclarecido.

Segundo a deputada, Iranildo chegou a enviar ofício na semana passada ao presidente da Casa, deputado Paulo Melo, indicando-a para compor a Comissão de Educação. A deputada afirma que, como o nome publicado no Diário Oficial foi o do deputado Samuquinha (PR), ela teria pedido a Iranildo para enviar novo ofício corrigindo o possível erro. Clarissa afirmou ainda que, como viu que seu nome não seria incluído na composição da Comissão, procurou, na segunda-feira à noite, o plantão do Judiciário.

 – Infelizmente, tive que recorrer à justiça para que o Regimento Interno da Assembleia seja cumprido. Espero que tenha sido um esquecimento da Casa e não uma retaliação política às minhas posições – afirmou a deputada Clarissa Garotinho.

 Na sessão desta terça-feira, Iranildo foi à tribuna da Alerj para admitir que a confusão foi causada por um erro seu. Ele disse que a vaga na Comissão de Educação já tinha sido reservada para o deputado Samuquinha e que, por um equívoco, ofereceu-a à deputada Clarissa na semana passada.

 – O erro foi meu em não botar (no requerimento) o nome da Comissão de Saúde, que estava vaga devido ao Deputado Miguel Jeovani ter abdicado, e ter colocado o da Educação, que eu falei que estava vaga e ela (Clarissa) aceitou. Não é erro dela, não. O erro é meu. Depois disso, na hora em que ela veio alertar que estava no Diário Oficial o nome do Samuquinha e não o nome dela, eu fiz um documento para o Presidente, dizendo que o nome estava incorreto, deveria ser o nome da Clarissa. Mas o Presidente Paulo Melo foi corretíssimo. Ele botou o nome de quem foi acordado. Então, estou retirando o requerimento em que pedi a substituição, até porque o Deputado Samuquinha, como a Deputada Clarissa, têm que ter todo o respeito da minha parte. Não posso desfazer a minha palavra e dos companheiros que estavam juntos, de que o Samuquinha pertence à Educação, e sim pedir desculpas ao Plenário e à Deputada Clarissa, porque me enganei, trocando o nome da Comissão da Saúde com a da Educação. A Saúde, sim, continua vaga – disse o deputado.

 A deputada, no entanto, não se satisfez com o pedido de desculpas. Ela afirmou na tribuna que fará uma representação formal à Executiva do partido com relação à postura de Iranildo.

 – Vou fazer uma queixa formal, assinada, por escrito, porque as pessoas têm que ter postura. Se ele fez um acordo e não me disse, isso não cabe a mim. O que vale para mim são a palavra e o papel. Quando o nobre Deputado Iranildo Campos diz que se equivocou, me leva a crer que deve haver alguma outra razão para ele dizer as coisas que está dizendo hoje aqui ao microfone, alguma outra razão que eu não sei qual é – disse Clarissa.

O deputado Comte Bittencourt (PPS) lamentou que o imbróglio tenha engessado do trabalho da comissão, da qual é o presidente. Ele informou que a Procuradoria da Alerj já entrou com um recurso para cancelar a liminar, mas lembrou também que, enquanto a Justiça não se pronunciar, os trabalhos da comissão ficarão paralisados.

– Entendo que esta é uma questão interna do PR e não da Assembleia Legislativa. Mas a Comissão de Educação tem uma pauta já estabelecida, inclusive com uma agenda já marcada com o Secretário de Estado de Educação para a semana que vem. Nós temos uma agenda de debates permanente tamanha é a gravidade da realidade do sistema de educação do Rio de Janeiro, sistema mantido pelo Estado. Então, peço que V.Exa., mesmo sem direito pleno e concreto junto ao seu Partido, equacione o mais rápido possível, para que a Assembleia não fique órfã de uma comissão fundamental – disse o deputado durante a sessão plenária desta terça-feira para a colega.

 O Globo
Natanael Damasceno

       

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.