Em 13 de junho, 2018, por Assessoria de Comunicação

Comte discursa sobre Teresópolis

O SR. COMTE BITTENCOURT – Sr. Presidente Janio Mendes, que conduz esta Sessão no Expediente Final, Srs. Deputados Paulo Ramos, Luiz Paulo, Waldeck Carneiro, senhoras e senhores, inicialmente, venho à tribuna neste fim de tarde para registrar com satisfação, em nome do meu partido, o PPS, o resultado obtido nas eleições suplementares da Cidade de Teresópolis no domingo passado, dia 3 de junho. Parabenizo os dois novos companheiros, jovens, o Vinicius Claussen, um médio empresário da Cidade de Teresópolis na área de gastronomia, e o Dr. Ari, um jovem neurocirurgião muito bem-conceituado na cidade, ambos companheiros de partido.
Foi uma bela vitória, Deputado Waldeck, numa cidade sofrida, que nos últimos sete anos passou por sete gestões, de sete Prefeitos diferentes. A cidade começou a desacreditar do processo político eleitoral, pelo cansaço, pelos erros das gestões que por lá passaram, pela exaustão com os desvios de conduta. Na última semana a cidade acordou com a prisão de metade da Câmara de Vereadores.
Teresópolis é uma cidade esgotada, que tem uma representação estratégica para a Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro. Ela tem, nas áreas do turismo, da agricultura e industrial, uma presença marcante e tem história no Rio de Janeiro. Teresópolis precisava acordar e encontrar um caminho com esperança, um caminho que pudesse apontar um futuro diferente. Temos certeza de que esses dois jovens, companheiros recém-eleitos, o Vinícius e o Dr. Ari, não representam apenas uma mudança geracional. Eu diria que, acima de tudo, é uma mudança comportamental a que esses dois companheiros levarão à gestão do município de Teresópolis.
Foi uma eleição apertada, muito disputada. O que desejamos é que a partir da posse ele seja Prefeito de todos os teresopolitanos, para unir a cidade com amplo esforço de todas as forças vivas da sociedade, para que possa transformar Teresópolis e apontar o caminho para um futuro promissor, na esperança de que aquela cidade, com a sua população, continue contribuindo para o desenvolvimento da Região Serrana e do Estado do Rio de Janeiro.
Parabéns ao Vinicius, ao Dr. Ari e aos companheiros do PPS.
A missão está colocada, é um grande desafio, mas nós temos certeza de que com o comportamento de vida de ambos, com a história de luta de ambos, Teresópolis a partir de agora terá uma perspectiva de um futuro promissor.
Deputado Paulo Ramos, com o maior prazer.
O SR. PAULO RAMOS – Estou acompanhando o pronunciamento de V.Exa. e também fui possuído de alguma alegria, com a eleição do Prefeito de Teresópolis. Quero desejar toda sorte! A crise no município é muito grande, a situação das finanças municipais é uma situação delicada. A Câmara dos Vereadores está com grave problema, com Vereadores sendo presos etc.
Então, o novo Prefeito precisa e sei que V.Exa., pela experiência que tem, como outros do PPS, poderá também dar uma grande contribuição, porque o Prefeito eleito nunca teve experiência nem legislativa, nem executiva, a não ser na iniciativa privada. E, nós sabemos, V.Exa., eu e tantos, conhecemos as armadilhas. Então, desejo sorte e naquilo que estiver ao alcance, tenho eu lá uma presença política pequena em Teresópolis, mas desejo toda sorte ao novo Prefeito e que ele consiga reestabelecer a dignidade do município. A população merece, aqueles que investem no município também merecem e parabéns a V.Exa. por pertencer ao PPS, neste caso.
O SR. COMTE BITTENCOURT – Muito obrigado, Deputado Paulo Ramos. Não há dúvida de que a contribuição de V.Exa., de todos os partidos que têm compromisso com a política, com a democracia, com o Estado Republicano, que acreditam que a política é a única forma de estabelecer uma sociedade com justiça social, uma sociedade com direitos individuais garantidos. Nós temos certeza de que com a ajuda de todos os senhores, a jovem dupla de gestores, que assumem aí nos próximos dias a Cidade de Teresópolis, colocará Teresópolis no rumo, no caminho do seu desenvolvimento, da recuperação do seu processo político, da recuperação da sua ação social e econômica.
Tenho certeza absoluta de que o Vinícius e o Dr. Ary, como disse V.Exa., apesar de jovens e inexperientes, eles têm um compromisso: o compromisso com o comportamento da dignidade, com o comportamento de correção com a coisa pública e, acima de tudo, com o comportamento com a população, um compromisso com a população da Cidade de Teresópolis. Muito obrigado pelo aparte de V.Exa.
O Deputado Waldeck participou muito dessa luta conosco. A questão finalmente decidida pelo Conselho Superior da nossa Uenf, na semana passada, a respeito da incorporação como colégio de aplicação da Escola Agrícola Antônio Sarlo. Eu quero aqui, e com voto por unanimidade, duas abstenções apenas. Duas abstenções e que procedem as preocupações, Deputado Waldeck.
Não há dúvidas de que uma universidade, que já sofre muito com a sua execução orçamentária, receber mais uma unidade gera preocupação. Claro que gera preocupação. É natural que alguns dos conselheiros daquela instituição tenham colocado na pauta essas preocupações. Mas é estratégico para o Norte do Rio de Janeiro, é importante para a população de Campos preservar uma escola de seis décadas de existência, preservar uma escola que tem como foco a questão da educação com a qualificação para o campo, para a área agrícola de uma região Norte Fluminense que ainda tem nessa atividade uma força econômica importante. E transformar aquela unidade no colégio de aplicação da conceituada Universidade do Norte Fluminense, eu acho que ganha a sociedade fluminense. Não ganha só Campos, ganha a Educação fluminense e a Educação brasileira.
Quero aqui registrar os parabéns em nome da Comissão de Educação pela decisão desse Conselho, parabéns ao Reitor Passoni, ao Professor Raul, ao Professor Marcelo e à Professora Vitória, que lutaram tanto em nome da comunidade do Antônio Sarlo. Por essa incorporação, tenho certeza de que agora o entendimento da Faetec – e aí entra a nossa Comissão de Educação -, é garantirmos durante o próximo semestre, o planejamento estratégico dessa transferência para o ano letivo de 2019.
Que a Comissão de Educação acompanhe os compromissos da Faetec, compromissos estabelecidos em reunião da Comissão, com a cessão de servidores, com o apoio na infraestrutura para que essa transição e manutenção da escola não se dê apenas sob a responsabilidade da Uenf. Aquela unidade é responsabilidade do Estado, portanto, responsabilidade do Governo do Rio de Janeiro. Logo, a Faetec, a Uenf e a Secretaria de Ciência e Tecnologia.
Já sinalizando lá para o nosso jovem, querido e competente Prefeito Rafael Diniz, meu companheiro de partido, Prefeito de Campos, também com o papel da Prefeitura em garantir a oferta do ensino fundamental hoje existente na Escola Antônio Sarno. Sabemos que esse não será o papel da universidade, mas, seguramente, a Prefeitura de Campos pode, em uma grande parceria entre municipalidade e universidade estadual do Norte Fluminense, ofertar, naquela unidade, o ensino fundamental no segundo segmento, garantindo nessa etapa o início de um processo de profissionalização para a área agrícola.
Por fim, Sr. Presidente, somar às manifestações de alguns Deputados no Expediente Inicial com relação à 6ª Turma do Degase.
A Comissão de Educação fez uma audiência e encaminhamos um expediente da Comissão assinado também pela Deputada Tia Ju, da Comissão da Infância e da Adolescência, e pela Comissão de Segurança Pública e Assuntos de Polícia, a Deputada Martha, ao Conselho de Supervisão do Regime de Recuperação Fiscal justamente indagando quem impedia a chamada desses concursados.
O Conselho fez uma série de considerações, apontando que a opinião preliminar do Procurador-Geral do Estado seria importante. Desculpem, Procurador de Justiça – não Procurador-Geral do Estado – seria importante. Vamos tentar marcar um encontro, o mais breve possível, para que a Comissão possa intermediar, não só a chamada desses concursados, mas temos concursados da Secretaria de Educação.
Os professores vão se aposentando, alguns tiram licença médica; outros, lamentavelmente, falecem. Oitocentos professores se aposentaram após a assinatura do regime. Menos de um ano oitocentos professores da rede estadual se aposentaram. Esses professores precisam ser substituídos.
O esforço de Recuperação Fiscal do Estado não pode permitir que se precarize o serviço público essencial, como a educação, como o atendimento do Degase e tantos outros.
Quero registrar o compromisso dos companheiros Deputados dessa Comissão. O mais breve possível estaremos realizando a reunião com o Procurador de Justiça do Rio de Janeiro.
Muito obrigado.

Acompanhe o Comte

Veja e acompanhe o deputado Comte não regiões do Rio de Janeiro, selecione uma região para filtrar e exibir o conteúdo e aprimorar sua navegação.

Mapa Região Noroeste Fluminense Região Norte Fluminense Região Serrana Região Centro-Sul Fluminense Região das Baixadas Litorâneas Região Metropolitana Região do Médio Paraíba Região da Costa Verde Região da Costa Verde

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.