Em 09 de maio, 2007, por Hyury

Comissão de Educação quer suspender vestibular da Uezo

A Comissão de Educação da Alerj, presidida pelo deputado estadual Comte Bittencourt (PPS), apresentará uma Indicação Legislativa ao Governo do Estado para que a situação da Universidade Estadual da Zona Oeste (UEZO), como falta de professores e laboratórios fechados, seja regularizada em 60 dias. Caso isso não ocorra, os membros da Comissão vão exigir a suspensão do vestibular da instituição dos próximos dois períodos.

A decisão foi tomada durante audiência da Comissão de Educação com o reitor da universidade, Marco Antonio Lucidi, o presidente da Faetec, Nelson Massini, e representantes de alunos e professores. São cerca de 300 alunos sem aula, que cursam os últimos períodos da UEZO. A instituição foi criada há um ano para oferecer ensino superior tecnológico, atendendo hoje mais de mil alunos. “Não é possível que alunos estejam há três meses sem aula. Se continuar desse jeito vão transformar a UEZO em mais uma irresponsabilidade pública”, criticou Comte Bittencourt.

Os membros da Comissão vão visitar a instituição nos próximos dias para preparar um relatório que será entregue às autoridades do estado. A Comissão vai também convocar os representantes do Conselho Estadual de Educação para falar sobre suas providências em relação ao drama dos alunos e professores da UEZO. “Vamos responsabilizar o Conselho Estadual de Educação pelo ato inconseqüente de autorizar a criação dessa instituição em 2005 e, depois, lavar as mãos para o seu funcionamento”, disse Comte Bittencourt

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.