Em 16 de setembro, 2009, por Hyury

Comissão de educação da Alerj recebe representantes da UEZO para audiência pública

Foto Alexandre Moreira

Foto Alexandre Moreira

16/09/2009

 

O presidente da Comissão de Educação da Alerj, deputado Comte Bittencourt (PPS), afirmou hoje (16/9), durante audiência pública realizada na assembleia sobre a Universidade Estadual da Zona Oeste (Uezo), que apresentará uma emenda conjunta ao projeto de lei orçamentária (LOA) para que, no próximo ano, a universidade possa contratar mais professores. A Uezo, que acaba de realizar o primeiro concurso público e efetivar 30 docentes, ainda precisa ampliar o número de profissionais. “Hoje o quadro é formado, basicamente, por professores temporários. No último concurso 30 profissionais foram contratados, mas há a necessidade de 170. Por isso, a Comissão de Educação continuará investindo para que a universidade se fortaleça e se consolide”, disse Comte.
Para o reitor da Uezo, Roberto Soares de Moura, a universidade é uma instituição distinta das demais e foi criada sem o planejamento adequado. “A instituição é um marco no estado, pois saem de lá tecnólogos de alta competência, e o desenvolvimento do Parque Industrial do Rio de Janeiro está exigindo esse tipo de profissional. Quero priorizar a formação de alunos para suprir a demanda das indústrias do estado. A realização do concurso público, trazendo profissionais qualificados, é fundamental”, reforçou o reitor. Segundo Moura, um dos principais problemas enfrentados pela Uezo atualmente é a falta de espaço físico. “Muitos equipamentos que compramos recentemente ainda estão encaixotados. Mudar de local, para um campus mais adequado e maior, será uma das nossas prioridades”, completou o reitor. A Uezo ocupa hoje o prédio do Instituto de Educação Sarah Kubitschek (Iesk).
A representante do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Uezo, Cláudia Ferreira, concorda com o reitor. Para ela, a realização de um novo concurso público é de “suma importância”, mas os problemas não param por aí. “O Instituto de Educação Sarah Kubitschek já está pequeno para a universidade e ainda encontramos problemas com a infraestrutura energética. Arrumar um novo local para a Uezo é urgente”, afirmou Cláudia.
“Sabemos que falta muito para que a Uezo esteja totalmente consolidada e, por isso, vamos continuar ajudando a universidade a encontrar a sua missão. Nossa campanha continua para que em todos os setores da educação no estado haja concurso público”, afirmou Comte Bittencourt. Participaram da audiência pública parlamentares e representantes dos professores e estudantes da Uezo.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.