Em 24 de abril, 2014, por Administrador (ECO Sistemas)

Atendimento de saúde na região serrana do Rio foi o tema do discurso do deputado Comte

O SR. COMTE BITTENCOURT – Presidente, Sras. e Srs. Deputados, o tema que me traz à tribuna é, mais uma vez, trazer a preocupação quanto ao atendimento de saúde no que diz respeito ao nível hospitalar da chamada baixa e média complexidade na Região Serrana Norte do Rio de Janeiro, capitaneada pela Cidade de Nova Friburgo. E muito o Estado vem se desonerando das suas reponsabilidades com relação ao atendimento hospitalar. Com raríssimas exceções aqui na Região Metropolitana, o Estado vem cuidando exclusivamente da sua política de UPA, como se a UPA, Sr. Presidente, fosse resolver o problema da internação. Tudo bem, a UPA tem o primeiro pronto-atendimento emergencial, e o depois da UPA? O que é feito com o paciente depois da UPA? Esse problema tem recaído de forma permanente sobre as cidades. O caso da Região Norte Serrana, a Cidade de Friburgo, com o seu hospital municipal, Hospital Raul Sertã, acaba ficando sobrecarregada com uma responsabilidade de atendimento que caberia ao Estado e não aos municípios, e tem ainda salvado um pouco o atendimento hospitalar do interior do Estado do Rio de Janeiro, em regiões que o Estado insiste em não ter unidade própria, são alguns municípios, como o caso de Friburgo, com seus hospitais próprios. Só que há uma demanda de sobrecarga no orçamento da Saúde dessas cidades, essa sobrecarga cria problemas sérios no funcionamento do atendimento às pessoas da própria cidade.

Sr. Presidente, volto aqui a insistir, o Governo do Estado tem hoje um novo Governador, um Governador com visão municipalista, um Governador que tem história ligada à política dos municípios, tenho certeza de que o Governador Pezão, diferente do Governador Cabral, terá um outro olhar para essa questão das políticas na cidade.

Então, Sr. Presidente, faço aqui, mais uma vez na minha intervenção, este apelo para a questão do atendimento da baixa e da média complexidade da saúde dos municípios fluminense, Estado e União vão se desonerando e a responsabilidade recai rigorosa e unicamente em cima dos municípios. Vamos ver se esses oito meses que restam ao Governador Pezão, que ele possa ainda em tempo, recuperar um pouco da capacidade do atendimento do Estado nessas regiões que são fundamentais para o Rio de Janeiro. Muito obrigado

Acompanhe o Comte

Veja e acompanhe o deputado Comte não regiões do Rio de Janeiro, selecione uma região para filtrar e exibir o conteúdo e aprimorar sua navegação.

Mapa Região Noroeste Fluminense Região Norte Fluminense Região Serrana Região Centro-Sul Fluminense Região das Baixadas Litorâneas Região Metropolitana Região do Médio Paraíba Região da Costa Verde Região da Costa Verde

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.