Em 10 de junho, 2009, por Hyury

Colégio Pedro II de Niterói apresenta problemas nas redes elétrica e hidráulica

10/06/2009

A Comissão de Educação da Assembleia Legislativa do Rio, presidida pelo deputado Comte Bittencourt (PPS), fará uma intervenção junto à Câmara Municipal de Niterói para encontrar uma solução para o problema de localização do Colégio Pedro II. Atualmente a escola, instalada num Ciep na Rua General Castrioto, 120, bairro de Barreto, zona norte de Niterói, apresenta diversos problemas de infra-estrutura, o que prejudica até seu projeto pedagógico e o andamento das aulas. O Pedro II atualmente conta com 502 alunos das três séries do Ensino Médio.
“O objetivo principal dessa audiência é garantir que a excelência do ensino de uma escola do nível do Pedro II seja mantido. Já que o espaço que ocupa não é adequado para seu funcionamento, é nosso dever abrir o debate e ajudar a encontrar um local melhor”, afirmou Comte Bittencourt.
De acordo com o diretor da unidade, Marcelos de Carvalho Caldeira, os principais problemas enfrentados na escola, além da localização – em área considerada perigosa -, são deficiências nas redes elétrica e hidráulica. “Temos problemas gravíssimos. Laboratórios não têm como funcionar, computadores queimam a todo momento, e ainda temos cerca de 50 ventiladores para instalar, mas a rede não suporta. Queremos um prédio simples, porém funcional”, reivindicou Caldeira.
Quanto à localização, Caldeira salientou que o melhor lugar para instalar o colégio seria no centro de Niterói. “Ao longo desses três anos de funcionamento, criamos uma identidade com a cidade. Porém, atendemos muitos alunos que vêm de bairros distantes ou até de outros municípios como Magé, Rio Bonito, Maricá, São Gonçalo. Acredito que, nesse caso, seria melhor que a escola ficasse no centro. Quando chega o dia 20, muitas crianças não têm mais condições de ir à escola porque têm que usar duas passagens de ida e duas de volta”, contou Marcelos.
A insatisfação com o local atual é generalizada. O vereador e vice – presidente da Comissão de Educação da Câmara Municipal de Niterói, Waldeck Carneiro, também afirmou que é essencial mudar a escola para um local mais central. “O nosso interesse é mudar a unidade para o prédio do Centro Educacional de Niterói (CEN), que fica no Centro da cidade. Sabemos que o espaço não está sendo usado para os seus devidos fins, que são as atividades de caráter educacional”, explicou o vereador. Segundo o superintendente de infra- estrutura da Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), José Múcio, a questão da escola será levada para a secretária de estado de educação, Tereza Porto. “Quanto ao imóvel do CEN, que está sendo pleiteado, a secretaria nada pode fazer, pois este prédio está ligado à Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag)”, esclareceu Múcio. “Mas temos um termo de cessão do uso do imóvel, assinado pelo governador, para que o colégio fique onde está por tempo indeterminado”, completou Múcio. Com o termo devidamente concedido, o colégio poderá, se optar, realizar obras estruturais maiores.
Estiveram presentes na reunião a diretora geral do Colégio Pedro II, Vera Maria Ferreira Rodrigues e os deputados que fazem parte da Comissão de Educação.

Trajetória

@comte_educacao

Informativos em PDF

Fique por dentro do boletim informativo Comte, clique e veja.